terça-feira, 8 de novembro de 2011

Rir, conduzir e parvoeiras várias

Das coisas que me fazem rir quando vou a conduzir, estas são bons exemplos.

Sempre que ouço os tipos da meteorologia na rádio, dizerem "rajadas por vezes fortes", acabo sempre a frase com "coragem de leão, às vezes fraco assim é o coração e eu não sei, que mais te posso dar; um dia jóias outro dia o luar; gritos de dor, gritos de prazer; que um homem também chora quando assim tem de ser"... e pronto, descasco-me a rir sozinho onde quer que esteja!

E quem é que diz que se deve conduzir certinho, direitinho e com ar sério!? Só tem de se manter o carro entre os traços e tentar não acertar nos vários objectos espalhados ao longo do percurso. Rir não incomoda ninguém nem impede seja o que for. Só, talvez, se pouco depois da rubrica do clima, aparecer um anúncio a descongestionantes nasais em que mencionam o termo "flora nasal"...

FLORA NASAL!?!? Porra, macacos é o que não falta, agora, arbustos é que acho que é coisa que ao nariz não assiste... imagino o Hélio a baldar-se do sacana do skate aquela velocidade e desato-me a rir outra vez!!

Parece ridículo, idiota ou aparvalhado!?

Experimentem e depois digam qualquer coisa.

2 comentários:

E. disse...

Ahahahahahahahaha!!!

Pep disse...

that's the spirit!! :))